Home Destaque Candidato a deputado federal mais votado no RS diz representar ‘todos que esperam mais liberdade individual’

Candidato a deputado federal mais votado no RS diz representar ‘todos que esperam mais liberdade individual’

5 Primeira leitura
Comentários desativados em Candidato a deputado federal mais votado no RS diz representar ‘todos que esperam mais liberdade individual’
0
234

Marcel van Hattem foi eleito com 349,8 mil votos nas eleições 2018. Um dos projetos defendidos por ele é a Escola Sem Partido.

Aos 32 anos, o candidato Marcel van Hattem, do partido Novo, foi o concorrente mais votado no Rio Grande do Sul na eleição para deputado federal neste domingo (7). Eleito por 349,8 mil pessoas, o hoje deputado estatual afirmou que cada voto precisava ser conquistado até o último momento.

“É uma alegria enorme ser o deputado mais votado. É o reconhecimento de um trabalho que foi bem feito na Assembleia Legislativa e da coerência que eu mantive ao longo de toda a minha trajetória política”, declarou van Hattem ao G1.

Van Hattem conta ter apostado em uma campanha por meio de redes sociais, já que o partido tinha pouco tempo de propaganda na televisão. “As redes sociais foram um instrumento para chegar às pessoas que votam por opinião, muitas pessoas comentavam e declaravam apoio. Engajamos também as pessoas no offline, incentivando elas a falarem da candidatura para os amigos”, disse van Hattem, que também contou com o apoio de mais de mil doadores na campanha.

A carreira de van Hattem começou em 2005, quando se tornou vereador em Dois Irmãos, na época eleito pelo PP, aos 18 anos. O cientista político se candidatou três vezes para o cargo de deputado estadual em 2006, 2010 e 2014. Na última vez, ficou como suplemente e assumiu a vaga em 2015.

“O Novo não existia antes, então, o PP era o partido a que eu tinha me filiado quando era vereador. Minhas ideias sempre foram alinhadas com o que o Novo prega, eu sou um liberal. Quando o Novo foi criado, decidi ir para o Novo por afinidade ideológica, é um partido que só aceita pessoas ficha limpa”, explicou van Hattem sobre a mudança de partido.

Um dos projetos defendidos por ele é o Escola Sem Partido, que diz que professores não devem manifestar ideologias político-partidárias em sala de aula. O deputado federal eleito também ajudou a organizar as manifestações pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

“Como deputado federal seguirei o trabalho que iniciei na Assembleia: denunciarei o ódio da esquerda totalitária brasileira. Estarei no Congresso para representar a todos que esperam mais liberdade individual e menos atraso ideológico”, afirmou van Hattem no seu perfil no Twitter.

Ele ainda promete combater os privilégios, as práticas da “velha política”, reduzir a burocracia, apoiar a privatização de estatais, combate ao “marxismo cultural” e defesa da segurança pública como prioridade.

“Para começar, mudando nossa legislação penal, que é muito frouxa com os bandidos”, garante van Hattem. “Como deputado federal, vou revogar o Estatuto do Desarmamento”, completa ele, que vai apoiar o candidato Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno.

“O Bolsonaro representa para nós, para os brasileiros, o cansaço com a política tradicional e o combate à esquerda e ao PT, especialmente. O Bolsonaro tem tido uma série de pautas que são liberais, espero que as defesas sejam sinceras e colocadas em prática”, finaliza.

fonte:g1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

INTERATIVA GRENAL 15 DE DEZEMBRO DE 2018

Programa apresentado ao vivo nos sábados as 8 horas na Rádio Interativa de Machadinho Últi…