Segunda-Feira 20 de Novembro de 2017
WhatsApp

54 999622914

Transporte escolar universitário gratuito - Após pressão popular Vereadores de Machadinho acatam veto do Executivo - Destaque News

Geral

15/08/2017 às 15h17 - Atualizada em 15/08/2017 às 15h33

Transporte escolar universitário gratuito - Após pressão popular Vereadores de Machadinho acatam veto do Executivo

Lucas Paixão
Machadinho - RS
FONTE: Rádio Interativa/Destaque News

imagem: Internet

O movimento estudantil é um movimento social da área da educação, no qual os sujeitos são os próprios estudantes. Sua tarefa mais importante é a luta pela educação e pela transformação. Muito além do compromisso social que é dever de todos, o movimento estudantil ainda aquece discussões permitindo que o jovem amadureça suas ideias e as compartilhe, o que possibilita o desenvolvimento de uma consciência política muito importante. Esse cruzamento de ideias e informações permite um crescimento muito importante para a juventude.



Para lutar e defender os interesses dos estudantes, o movimento estudantil teve que se organizar, formando entidades estudantis não só dentro das universidades, mas também a nível de comunidade.



No município de Machadinho, após uma polêmica surgir na cidade através de comentários entre os munícipes sobre o suposto corte no benefício do transporte universitário, que hoje é gratuito para os estudantes, os integrantes da Associação dos Estudantes de Machadinho se reuniram e foram atrás de respostas.



Primeiramente se reuniram o com a Administração Municipal de Machadinho, poder executivo, para ouvir explicações sobre o assunto que repercutia na cidade. Após reunião a situação passada pelo poder executivo foi que até o final de 2017 o transporte universitário gratuito estava garantido, mas para o ano de 2018 poderia haver um corte no benefício.



Esse possível corte poderia ser feito, pois a Câmara de Vereadores solicitou que orçamento anual que é de direito do poder legislativo, é o vigésimo nono artigo da Constituição Federal que diz que sobre a receita tributária e mais as transferências, solicitou o aumento do repasse de aproximadamente de 4,5% para 7% ao ano. Foram 5 votos contra 4 dos vereadores sendo que não houve o pedido anterior, na apresentação do plano plurianual.



Devido a esta situação o poder executivo relatou aos estudantes, que para poder pagar esse aumento solicitado pela Câmara de Vereadores, teriam de fazer alguns cortes e que o transporte universitário gratuito seria afetado, não foi falado em números ou porcentagem, mas iria ocorrer.



O poder executivo passou aos estudantes que se os Vereadores Municipais voltassem atrás de sua decisão o transporte universitário gratuito seria mantido com certeza até o final do mandato dessa Administração. Com isso a o poder executivo enviou um veto parcial a emenda modificada do projeto de lei 41/2017. A justificativa do veto foi que ao solicitarem o aumento do valor que tem direito, o poder legislativo não demonstrou de onde seria suprimido para atender a essa demanda.



Com o envio do veto parcial, os estudantes sabendo que haveria nova votação na Câmara de Vereadores, procuraram os Vereadores municipais e pediram para que eles voltassem atrás da decisão, pois eles poderiam perder o benefício e que era o único jeito para que não houvesse corte no transporte universitário. Aja vista que alguns estudantes já fazem um sacrifício para pagarem a mensalidade da faculdade, imaginem ter que arcarem com o transporte também. Muitos estudantes levam lanche de casa pois não tem dinheiro para jantarem ou lancharem na faculdade, que dirá as vezes de pagar uma xerox na papelaria.



Os estudantes foram ouvidos pelo poder legislativo e nesta segunda-feira (14), foi realizada uma seção extraordinária onde os Vereadores mantiveram por unanimidade o texto original enviado pelo poder executivo, referente ao veto. Em suas considerações o poder legislativo disse que em nenhum momento quando fez a solicitação de aumento no orçamento, achou que isso acarretaria em um problema aos estudantes universitários e de imediato resolveram acatar o veto parcial em benefício aos estudantes.



Os estudantes já são heróis por percorrem muitos quilômetros diariamente, por enfrentarem muitas adversidades para estudarem em busca de um futuro melhor, muitos trabalham durante o dia para poder pagar a faculdade durante a noite.



O principal, parabéns a Associação dos Estudantes de Machadinho que em vez de tornar isso uma guerra, como foi incentivado por algumas pessoas, tiveram o discernimento, astucia e cautela para procurar as autoridades pertinentes para ver o que realmente estava acontecendo e através do esforço dos seus associados conseguiram manter o benefício do transporte universitário gratuito em Machadinho.



 



 



 


ESTA MATÉRIA FOI VISTA 1082 VEZES

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Destaque News
Editoriais
© Copyright 2017 | Destaque News | Todos os Direitos Reservados | Hospedado por PAGE UP SOLUTIONS