Home Destaque UBS de Machadinho comemora o Teste da Orelhinha número mil

UBS de Machadinho comemora o Teste da Orelhinha número mil

4 Primeira leitura
Comentários desativados em UBS de Machadinho comemora o Teste da Orelhinha número mil
0
373

Nesta última quarta-feira, dia 14 de novembro de 2018, completamos na UBS de Machadinho o Teste da Orelhinha número mil. O município de Machadinho tornou-se referência para a realização dos Testes da Orelhinha em 2013, quando o então Secretário de Saúde,Luiz Zanoni Theodoro, adquiriu o aparelho de otoemissões acústicas para realizaçãodo exame. Até o presente momento, a fonoaudióloga Juliana avaliou através da Triagem Auditiva Neonatal mil bebês recém-nascidos. Não somente de Machadinho, como também, dos municípios de Maximiliano de Almeida, Paim Filho, São José do Ouro e Barracão.

A realização deste exame em todos os bebês recém-nascidos é prevista por lei, tendo em vista a sua importância. Com a realização do teste que é rápido e indolor, é possível detectar precocemente a perda auditiva e encaminhar o bebê para os recursos terapêuticos oferecidos pelo SUS.

Há poucos anos atrás, como não havia esta triagem, os cuidadores só percebiam a perda auditiva por volta dos dois anos de idade, quando a criança não conseguia desenvolver a fala e a linguagem. Desta forma, o paciente perdia muito tempo até adaptar um aparelho auditivo e acabava ficando com sequelas na fala, na voz e na aprendizagem.

Atualmente, quando o bebê falha na triagem auditiva, marcamos um reteste em 15 dias. Se caso persistir a falha, encaminhamos o bebê para a média complexidade em Passo Fundo, na clínica ProAudi, para realização de mais exames. Em caso do diagnóstico da perda auditiva ser confirmado,o bebê passa pelo processo de adaptação de um aparelho auditivo ou é encaminhado a alta complexidade em Porto Alegre para um implante coclear.

De qualquer maneira, o bebê com perda auditiva passa a ouvir os sons da fala e do ambiente ainda antes de um ano e pode-se desenvolver normalmente, apoiado pela terapia fonoaudiólogica da fala e linguagem. Como é o caso da pequenamachadinhense, Ana Júlia Schuastz que teve seus aparelhos adaptados aos 9 meses de idade e está se desenvolvendo plenamente, produzindo as primeiras palavrinhas.

A Reabilitação Auditiva é um programa da esfera estadual, mas que começa no município através do Teste da Orelhinha e tem demonstrado sua grande importância por possibilitar o ouvir melhor a milhares de crianças gaúchas que tem garantido o seu direito à cidadania e a uma vida digna e produtiva.

Créditos:

Juliana Lima Theodoro

Fonoaudióloga Especialistas em Linguagem CRF RS 7334

Ouça a entrevista que Juliana concedeu a Rádio Interativa:

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Silmar Luiz Biscaro
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Polícia detém dois idosos que assaltavam bancos

A polícia espanhola prendeu neste sábado dois idosos de 73 e 80 anos acusados de assaltare…