Home Geral URGENTE!!! TODOS OS RÉUS DO CASO BERNARDO SÃO CONDENADOS

URGENTE!!! TODOS OS RÉUS DO CASO BERNARDO SÃO CONDENADOS

9 Primeira leitura
Comentários desativados em URGENTE!!! TODOS OS RÉUS DO CASO BERNARDO SÃO CONDENADOS
0
64

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri condenou, nesta sexta-feira (15),os quatro acusados pela morte do menino Bernardo Uglione Boldrini, em abril de 2014.

Após cerca de 50 horas de julgamento popular, em cinco dias, a sentença foi proferida pela juíza Sucilene Engler Werle por volta das 19h no Foro de Três Passos.

Foto/Montagem: Planalto News

Em breve, a juíza divulga as penas.

Resumo do julgamento

Leandro Boldrini
O médico Leandro Boldrini foi o primeiro dos quatro réus a ser interrogado, na quarta-feira (13). O pai de Bernardo era acusado de homicídio quadruplamente qualificado – motivo torpe, motivo fútil, emprego de veneno e dissimulação-, ocultação de cadáver e falsidade ideológica.

Ele negou participação no crime. Reconheceu que era um pai ausente, por conta do exercício profissional, disse que queria que os dois, Bernardo e Graciele, se acertassem e admitiu que hoje se arrepende, que poderia ter diminuído o ritmo de trabalho para ficar mais com o filho. “Foi a Graciele e foi a Edelvânia. E onde eu me encaixo nisso? Em lugar nenhum”, disse. “Foram elas”, frisou o réu.

Denúncia do MP

De acordo com a denúncia do Ministério Público, o réu é o mentor intelectual do crime e incentivador da atuação de Graciele em todas as etapas, inclusive no que diz respeito à arregimentação dos colaboradores, Edelvânia e Evandro Wirganovicz.

Leandro teria patrocinado despesas e recompensas e também fornecido meios para acesso à droga Midazolan, utilizada para matar o menino. Para o MP, Boldrini e Graciele não queriam partilhar a herança de Odilaine com Bernardo, que representava um estorvo para a nova unidade familiar, formada pelo médico, a madrasta e a filha do casal, Maria Valentina.

Graciele Ugulini, madrasta de Bernardo
Graciele Ugulini, madrasta de Bernardo Boldrini, foi a segunda acusada a ser interrogada na quinta-feira (14). “Não sou esse monstro que a imprensa sensacionalista criou”. Ela declarou que a morte foi acidental, causada pela ingestão excessiva de remédios, ‘nada premeditado’.

Narrou que insistiu muito para que Edelvânia a ajudasse, quando percebeu que Bernardo estava sem pulso. “Em nome da nossa amizade. Ela me ajudou a cavar o buraco e enterrar ele.” E isentou Leandro e Evandro: “Pensei em contar para ele muitas vezes. Mas tive medo da reação”.

Já o irmão de Edelvânia, ela afirmou ter conhecido no júri.

Denúncia do MP

Graciele Ugulini, conforme a denúncia do MP, concorreu para a prática do crime ao associar-se a Leandro Boldrini no planejamento do crime, participando diretamente de sua execução em todas as etapas, arregimentando comparsas para a prática criminosa, conduzindo a vítima até o local de consumação do homicídio, ministrando-lhe medicamento tanto por via oral quanto intravenosa, além de engendrar e encenar etapas de álibi.

O motivo seria porque ela e Leandro não queriam partilhar com Bernardo os bens deixados pela mãe dele e também porque consideravam o menino ‘um estorvo’.

Ela teria oferecido dinheiro à Edelvania Wirganovicz para ajudá-la a matar Bernardo. Também respondia por ocultação de cadáver.

Edelvânia Wirganovicz, amiga de Graciele
Também na quinta-feira (14), Edelvânia Wirganovicz declarou que sua participação na morte de Bernardo Boldrini foi indicar e cavar a cova onde o corpo do menino foi enterrado.

Ela inocentou o irmão, Evandro, também réu.

Ela declarou em Plenário que acobertava um relacionamento que a madrasta de Bernardo tinha em Frederico Westphalen.

Na sexta-feira, dia em que Bernardo foi morto, Graciele teria um encontro com o amante. Mas disse a Leandro que ia para Frederico Westphalen comprar uma televisão. Teria sido o médico que mandou Bernardo ir junto com a madrasta.

Eles chegaram à cidade, entraram no carro de Edelvânia. A Assistente Social ficou com Bernardo na praça para que Graciele pudesse ir ao encontro. “Bernardo começou a surtar. Graciele voltou, abriu a bolsa e deu remédios para ele. Colocamos ele no meu carro, e ele desmaiou.”

Nesse momento, Edelvânia insistiu para levar o menino a um hospital, mas Graciele não deixou. Ela queria ir na Delegacia, mas foi ameaçada pela amiga: “Tu vai levar a culpa porque é pobre.” Disse também que a Enfermeira ameaçou a família dela.

Evandro Wirganovicz, irmão de Edelvânia

O motorista Evandro Wirganovicz, acusado pelo Ministério Púlbico de ter aberto a cova onde o corpo de Bernardo Boldrini foi enterrado, foi o último réu interrogado, na quinta-feira. Ele negou participação no homicídio do menino. “Nunca fiz nada de errado. O que eu sei é o que a mídia falou. Eu não sabia de nada”, declarou.”Tenho orgulho de ser quem eu sou. Deus sabe que eu não devo. Vou contar tudo o que aconteceu para os meus filhos.”

O post URGENTE!!! TODOS OS RÉUS DO CASO BERNARDO SÃO CONDENADOS apareceu primeiro em RS Agora.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Silmar Luiz Biscaro
Carregar mais por Geral
Comentários estão fechados.

Veja Também

Jovem de Erechim está desaparecido e família pede ajuda para encontrá-lo

Um jovem de 21 anos, morador de Erechim RS, está desaparecido desde a manhã de segunda-fei…