Home Destaque Videolaparoscopia: HBSJ há mais de 10 anos não realiza nenhuma colecistectomia aberta

Videolaparoscopia: HBSJ há mais de 10 anos não realiza nenhuma colecistectomia aberta

2 Primeira leitura
Comentários desativados em Videolaparoscopia: HBSJ há mais de 10 anos não realiza nenhuma colecistectomia aberta
0
133

A videolaparoscopia é considerada um procedimento de alta complexidade, essas são cirurgias que exigem tratamentos diferenciados. Além do alto grau de especialização médica e das equipes de apoio, se faz necessário também equipamentos e materiais de última geração. São casos que demandam o atendimento por médicos e enfermeiros muito bem preparados e com o auxílio dos melhores recursos tecnológicos disponíveis na medicina.

O Hospital Beneficente São João (HBSJ) vem se preparando para tornar-se referência regional, e há mais de 10 anos não realiza nenhuma colecistectomia (cirurgia de vesícula) aberta, inclusive as cirurgias do Sistema Único (SUS), apenas com o auxílio da videolaparoscopia, algumas cirurgias de retiradas de apêndice, retiradas de ovários, ligaduras tubárias, intestino/colon e hérnias (hernioplastia inguinal) estão em ascensão. Nos últimos anos o HBSJ agregou a Cirurgia Bariátrica, todas realizadas pela técnica minimamente invasiva. Também são realizados procedimentos em outras especialidades utilizando a “Torre” de Videolaparoscopia da STORZ, como a artroscopia, e Cirurgias de Próstatas, Bexiga (ressecções transuretrais = RTU), e Ureterolitotripsias.

Com a futura incorporação da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e a aquisição de outra caixa de matérias de laparoscopia, o HBSJ terá um grande salto, na realização de um número maior e mais complexos de procedimentos, atendendo toda a Região.

fonte: sananduvafm.com.br

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Bruno Pelizzoni dos Santos
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Panorama Agropecuário no município de Maximiliano de Almeida

              O escritório municipal da Emater/Ascar de Maximiliano de Almeida apresenta u…