Home Destaque Alerta: Maximiliano de Almeida cataloga 13 focos de mosquito Aedes Aegypti

Alerta: Maximiliano de Almeida cataloga 13 focos de mosquito Aedes Aegypti

4 Primeira leitura
Comentários desativados em Alerta: Maximiliano de Almeida cataloga 13 focos de mosquito Aedes Aegypti
0
130
Publicidade

A população de Maximiliano de Almeida recebeu um alerta da secretaria municipal de saúde, devido à infestação de mosquitos Aedes Aegypti, transmissor da dengue e febre chicungunya. A partir de uma investigação pelo setor responsável, inúmeros focos com larvas em residências foram encontrados.

Segundo o Secretário Municipal de Saúde, Romeu, as larvas catalogadas foram coletadas nas ruas: Salgado Filho, São José, Avenida Porto Alegre, Bairro do Rio Branco entre outras.

O alerta solicita a população os cuidados básicos em residências, tanto na zona urbana como rural e como medida urgente está sendo analisada a implementação de uma Lei que puna os moradores que não permitem o acesso nas visitas pelo funcionário responsável, bem como para aqueles que não cumpram com as medidas de prevenção em sua propriedade.

A necessidade de um trabalho mais intenso e eliminação do mosquito será discutida em reunião com a 6ª Coordenadoria de Saúde no dia 11 de março na Casa de Cultura, onde orientações serão repassadas e novas medidas serão tomadas.

Segue orientações básicas da ANS para o combate e eliminação de criadouros do mosquito:

  • Tampe os tonéis e caixas d’água;
  •  Mantenha as calhas sempre limpas;
  •  Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
  •  Mantenha lixeiras bem tampadas;
  •  Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
  •  Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
  •  Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
  •  Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa e geladeira
  • Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
  •  Limpe ralos e canaletas externas;
  •  Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
  •  Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;
  •  Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa.

Lembrando que o mosquito Aedes Aegypti se prolifera em água limpa e parada e transmite doenças graves que podem levar a morte.

Ouça a entrevista com o Secretário:

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Bruno Pelizzoni dos Santos
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Mobilização e ação de educação fiscal foi realizada em Maximiliano de Almeida

  A Administração Municipal de Maximiliano de Almeida, através da equipe da Secretari…