Home Destaque Após vídeo com denúncia de assédio sexual, prefeito de Não-Me-Toque proíbe uso de celular

Após vídeo com denúncia de assédio sexual, prefeito de Não-Me-Toque proíbe uso de celular

2 Primeira leitura
Comentários desativados em Após vídeo com denúncia de assédio sexual, prefeito de Não-Me-Toque proíbe uso de celular
0
582
Publicidade Publicidade

NÃO-ME-TOQUE – O Prefeito de Não-Me-Toque, no Norte do Rio Grande do Sul, proibiu o uso de celular durante o trabalho. A medida ocorre semanas depois de um vídeo ter sido usado para denunciar Armando Carlos Ross por assédio sexual.

Ele nega que a medida seja uma retaliação por conta da denúncia, e justifica que a decisão visa acabar com possíveis distrações durante o atendimento à população. A mulher que fez a denúncia acusa o prefeito de pedir favores sexuais em troca de um cargo público, por meio de vídeo gravado no gabinete de Ross.

Ross afirmou ainda que serão disponibilizados 100 aparelhos para serem usados nos diferentes setores da prefeitura, além dos telefones convencionais. No entanto, mesmo estando de acordo com a legislação, os servidores protestam contra a decisão.

Após as denúncias, o prefeito segue desempenhando suas funções, e não vai se manifestar sobre o caso, até que haja alguma determinação judicial.

O inquérito aberto pela Polícia Civil é baseado em duas denúncias.

Fonte: G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Conrado Augusto Momoli
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Festival de Teatro Estudantil de Maximiliano reúne grupos da região

Aconteceu na última semana em Maximiliano de Almeida o Festival Regional Estudantil de Tea…