Home Destaque Em cúpula, Bolsonaro buscará convencer líderes mundiais de que tenta conter o desmatamento

Em cúpula, Bolsonaro buscará convencer líderes mundiais de que tenta conter o desmatamento

6 Primeira leitura
Comentários desativados em Em cúpula, Bolsonaro buscará convencer líderes mundiais de que tenta conter o desmatamento
0
5

O presidente Jair Bolsonaro participa na manhã desta quinta-feira (22) da reunião virtual da Cúpula de Líderes Sobre o Clima. Bolsonaro e outros 39 líderes mundiais foram convidados pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a participar da reunião.

As atividades do evento serão realizadas de forma online nestas quinta-feira e sexta-feira (23), com transmissão ao vivo. Membros do governo americano, representante da ONU (Organização das Nações Unidas) e os chefes de Estado e de governo devem falar no evento.

Assim com os demais líderes mundiais, Bolsonaro deverá fazer uma intervenção de cerca de três minutos, com o objetivo de convencer as lideranças mundiais de que o Brasil se esforça para conter o desmatamento na Amazônia, cuja taxa em março foi a maior dos últimos dez anos.

No Palácio do Planalto, de onde fará a participação no evento, o presidente estará acompanhado dos ministros Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil); Carlos França (Relações Exteriores); Tereza Cristina (Agricultura); Fábio Faria (Comunicações); e Ricardo Salles (Meio Ambiente).

Em carta enviada a Biden na última quarta-feria (14), Bolsonaro prometeu zerar o desmatamento ilegal no Brasil até 2030. No documento, Bolsonaro também pediu apoio aos Estados Unidos para alcançar o objetivo.

“Queremos reafirmar nesse ato, em inequívoco apoio aos esforços empreendidos por vossa excelência, o nosso compromisso em eliminar o desmatamento ilegal no Brasil até 2030”, disse Bolsonaro na carta enviada ao presidente dos Estados Unidos.

Bolsonaro disse ainda que para alcançar o objetivo serão necessários “recursos vultosos e políticas públicas abrangentes” e que o país necessitava do apoio da comunidade internacional, do setor privado e da sociedade civil para alcançar a meta.

O posicionamento do presidente Jair Bolsonaro na cúpula seguirá a cartilha do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, mesmo com toda a pressão para uma guinada no discurso e na ação do governo brasileiro em relação à agenda ambiental. Segundo o blog, Bolsonaro também repetirá o que escreveu em carta a Biden.

A cúpula acontecerá exatamente um ano depois da reunião ministerial em que Salles afirmou que era preciso “ir passando a boiada” da desregulamentação da legislação ambiental enquanto a imprensa estava preocupada com a pandemia de Covid-19.

Cúpula

A reunião de cúpula é vista como uma oportunidade central para que Biden assuma o papel de protagonismo político global em questões climáticas, agenda que ele destacou como prioridade durante a campanha eleitoral de 2018.

O encontro de líderes também deve servir como preparação para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, a COP-26, prevista para o período entre 1º e 12 de novembro em Glasgow, na Escócia.

Segundo o Departamento de Estado dos Estados Unidos, Biden e a vice-presidente, Kamala Harris, farão a abertura da cúpula enfatizando a necessidade de as principais economias do mundo ampliarem os esforços para conter a mudança climática até a COP-26.

ACESSE NA FONTE
Autor: O SUL

FIQUE POR DENTRO! PARTICIPE DO GRUPO DA DESTAQUENEWS NO WHATS APP

QUER CONVERSAR SOBRE FUTEBOL, OPINAR, DISCUTIR E ZOAR SOBRE A DUPLA GRENAL PARTICIPE DO GRUPO INTERATIVA GRENAL NO WHATS APP

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por DestaqueNews
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Projetando partida de volta contra o Juventude, Maurício destaca: ”Estamos capacitados para errar muito pouco”

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional Por Redação Rádio Grenal | 7 de maio de 2021 O j…