Home Destaque Empresa Agro Fraron de Machadinho é alvo de assalto.

Empresa Agro Fraron de Machadinho é alvo de assalto.

3 Primeira leitura
0
0
380
Publicidade

Na madrugada de sexta – feira dia (25) a empresa Agro Fraron , localizada na saída para a Comunidade do Barro Amarelo município de Machadinho -RS foi alvo  de meliantes  que praticaram furtos  de alto valor da empresa.

Segundo o sócio proprietário Lucas Fraron os indivíduos recolheram todas as fitas da central de gravações, onde ficavam todos os arquivos de Vigilância e lavando consigo os principais produtos de alto valor deixando apenas as caixas onde estava contido o produto, pás e inchadas usado para a ação.

Lucas também informou que esses meliantes entraram pela lateral arrombando cadeados, inclusive preparando o solo para a passagem de um carro que seria usado para o transporte dos objetos, a Polícia Civil isolou o local até a chegada da perícia.

Ainda o proprietário da empresa Agro Fraron  faz um apelo  a toda a comunidade e principalmente os produtores que trabalham com lavouras, para recusarem  qualquer oferta fora de preço de mercado,   feito  por  algum individuo  suspeito,  e que não apresente nota fiscal, pois pode ter origem do furto ,  fazendo  o  favor de  identificar e entregar as autoridades competentes.

Lucas informou ainda que possivelmente esses meliantes tivessem conhecimento do acesso para a central de monitoramento e assim com produtos de alto valor da loja.  Quanto ao prejuízo Lucas enfatizou que ainda não pode divulgar devido as investigações, também destacou que realmente é muito triste chegar para trabalhar e se deparar com uma situação desagradável e por fim Lucas pede a colaboração de  todos para ajudar a identificar esses indivíduos.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por João Guilherme dos Santos
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Reservistas da BM e das Forças Armadas poderão atuar como monitores em escolas públicas

Servidores da reserva da Brigada Militar e das Forças Armadas poderão trabalhar como monit…