Home Destaque Merenda escolar no RS terá doce de leite e erva-mate

Merenda escolar no RS terá doce de leite e erva-mate

4 Primeira leitura
0
0
209

Os deputados estaduais do Rio Grande do Sul aprovaram na última terça-feira (10) a inclusão de dois novos itens na merenda escolar: o doce de leite e a erva-mate. Agora, nutricionistas vão avaliar como fazer a inclusão dos novos ingredientes no cardápio.

Nos dois projetos de lei, apresentados por parlamentares diferentes, os votos contrários se igualaram: 11 em cada. Entretanto, houve mais resistência ao doce de leite. Contrária a proposta, a deputada Sofia Cavedon (PT) teme uma disparada nos casos de obesidade entre crianças e adolescentes. “É muito complicado interferir em um programa de alimentação tão cuidadoso, planejado para combater a obesidade infantil. Esse tipo de alimento tem excesso de sal e açúcar”, salientou a parlamentar.

Autor do projeto, o deputado Edson Brum (MDB) justificou a inclusão do doce de leite no cardápio por ser um “alimento notadamente rico em ingredientes” e “inegavelmente proteico”. Além disso, argumentou que o produto tem valor acessível, e o consumo nas merendas pode incentivar as agroindústrias do Estado. “A merenda escolar distribuída nas escolas da rede estadual é rigorosamente acompanhada por nutricionistas, que através de uma dieta balanceada, proporciona aos alunos uma alimentação razoável”, salientou o deputado no projeto.

O projeto tramitava na Assembleia Legislativa há 13 anos e chegou a receber parecer contrário da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em 2007. A proposta ficou arquivada por mais uma década até que, em março deste ano, o deputado Edson Brum emitiu parecer favorável à iniciativa.

Por outro lado, os benefícios à saúde motivaram o outro projeto. “A erva-mate contém cafeína em quantidades importantes, bem como antioxidantes, potássio, aminoácido e vitaminas. Graças à boa quantidade de antioxidantes, o mate pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares, evitando que o colesterol e a gordura se acumulem nas artérias”, destacou o deputado Gilberto Capoani (MDB), autor do projeto.

A forma como a erva-mate vai ser incluída ficará a critério dos nutricionistas, salientou o parlamentar. “Pode ser como biscoito, pão, sorvete ou picolé. Há várias formas de utilizá-la.” A intenção é incentivar o consumo do produto desde a infância e de maneiras diferentes, não apenas no chimarrão. Além disso, Capoani pretende impulsionar o setor que movimenta R$ 1,2 milhão por ano.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/09/12/merenda-escolar-no-rs-tera-doce-de-leite-e-erva-mate.htm

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Cleomar Prado de Mattos
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Passo Fundo registra primeiro caso suspeito de Coronavírus

Passo Fundo registrou o primeiro caso suspeito de Coronavírus nesta quinta-feira (27). A i…