Home Destaque Merenda escolar no RS terá doce de leite e erva-mate

Merenda escolar no RS terá doce de leite e erva-mate

4 Primeira leitura
0
0
108
Publicidade

Os deputados estaduais do Rio Grande do Sul aprovaram na última terça-feira (10) a inclusão de dois novos itens na merenda escolar: o doce de leite e a erva-mate. Agora, nutricionistas vão avaliar como fazer a inclusão dos novos ingredientes no cardápio.

Nos dois projetos de lei, apresentados por parlamentares diferentes, os votos contrários se igualaram: 11 em cada. Entretanto, houve mais resistência ao doce de leite. Contrária a proposta, a deputada Sofia Cavedon (PT) teme uma disparada nos casos de obesidade entre crianças e adolescentes. “É muito complicado interferir em um programa de alimentação tão cuidadoso, planejado para combater a obesidade infantil. Esse tipo de alimento tem excesso de sal e açúcar”, salientou a parlamentar.

Autor do projeto, o deputado Edson Brum (MDB) justificou a inclusão do doce de leite no cardápio por ser um “alimento notadamente rico em ingredientes” e “inegavelmente proteico”. Além disso, argumentou que o produto tem valor acessível, e o consumo nas merendas pode incentivar as agroindústrias do Estado. “A merenda escolar distribuída nas escolas da rede estadual é rigorosamente acompanhada por nutricionistas, que através de uma dieta balanceada, proporciona aos alunos uma alimentação razoável”, salientou o deputado no projeto.

O projeto tramitava na Assembleia Legislativa há 13 anos e chegou a receber parecer contrário da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em 2007. A proposta ficou arquivada por mais uma década até que, em março deste ano, o deputado Edson Brum emitiu parecer favorável à iniciativa.

Por outro lado, os benefícios à saúde motivaram o outro projeto. “A erva-mate contém cafeína em quantidades importantes, bem como antioxidantes, potássio, aminoácido e vitaminas. Graças à boa quantidade de antioxidantes, o mate pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares, evitando que o colesterol e a gordura se acumulem nas artérias”, destacou o deputado Gilberto Capoani (MDB), autor do projeto.

A forma como a erva-mate vai ser incluída ficará a critério dos nutricionistas, salientou o parlamentar. “Pode ser como biscoito, pão, sorvete ou picolé. Há várias formas de utilizá-la.” A intenção é incentivar o consumo do produto desde a infância e de maneiras diferentes, não apenas no chimarrão. Além disso, Capoani pretende impulsionar o setor que movimenta R$ 1,2 milhão por ano.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/09/12/merenda-escolar-no-rs-tera-doce-de-leite-e-erva-mate.htm

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Cleomar Prado de Mattos
Carregar mais por Destaque
Comentários estão fechados.

Veja Também

Comunidade Machadinhense diz adeus a uma grande educadora

No dia 29 de agosto de 2019, Deus chamou para junto Dele uma pessoa, um ser humano, mãe, e…