Home Destaque 2 Perto da vaga, Inter afasta frustração por empate em jogo de “gente grande” com River

Perto da vaga, Inter afasta frustração por empate em jogo de “gente grande” com River

9 Primeira leitura
Comentários desativados em Perto da vaga, Inter afasta frustração por empate em jogo de “gente grande” com River
0
621

Equipe de Odair mantém liderança do Grupo A mesmo após abrir 2 a 0 e ceder empate em 2 a 2 ao River Plate no Beira-Rio

Prestes a completar 50 anos, o Beira-Rio respirou uma noite de Libertadores repleta de elementos dignos de honrar meio século de vida. Nesta quarta-feira, véspera de seu aniversário de 110 anos, o Inter travou um duelo de gigantes com o River Plate e chegou a abrir 2 a 0 de vantagem antes de ceder um empate em 2 a 2 com gosto amargo e uma pitada de frustração.

“A frustração fica para quem está ali em campo. Vimos que dava. Foi um jogo de time grande. Fica o aprendizado dos erros. Mas entendo que tenhamos sido melhores” (Edenílson)

O ponto somado diante do atual campeão da América com cinco desfalques deixa a equipe em situação confortável, passados os primeiros três jogos do Grupo A. Ainda invicto, o Inter é líder isolado da chave, com sete pontos. E pode garantir a vaga nas oitavas de final já com duas rodadas de antecedência.

Para isso, basta vencer o Palestino na próxima terça-feira, às 21h, novamente no Beira-Rio, pela 4ª rodada da fase de grupos da Libertadores. Caso bata o rival chileno, a equipe chegará a 10 pontos e poderá ser ultrapassado apenas por um dos adversários da chave, devido aos confrontos diretos.

Confronto opôs ex-parceiros Gallardo e D'Alessandro — Foto: Léo Morlin/BP FilmeConfronto opôs ex-parceiros Gallardo e D'Alessandro — Foto: Léo Morlin/BP Filme

Confronto opôs ex-parceiros Gallardo e D’Alessandro — Foto: Léo Morlin/BP Filme

– Foi um jogo de gente grande. Não é todo ruim porque mantivemos a liderança. Terça já temos outra decisão pela frente – diz Odair Hellmann.

“De igual para igual”

Mas o desenrolar da partida desta quarta-feira deixa sabor de decepção pelos dois pontos que escaparam das mãos em dois lances de bola parada. Empurrado pelas mais de 47 mil vozes que quebraram o recorde de público do novo Beira-Rio, o Inter fez um primeiro tempo de intensidade pura e sufocou o River Plate com postura agressiva e marcação sob pressão.

A atuação teve a “cara” da equipe de Odair, e os gols saíram de seus destaques individuais. Nico López abriu o placar com oportunismo, e Edenílson anotou um belo gol ao arrancar a dribles do meio-campo e deslocar o goleiro Lux. Não à toa, o técnico ficou orgulhoso, em especial pela evolução desde a Série B até enfrentar o atual campeão da América.

Nico e Edenílson marcaram os gols do Inter — Foto: Wesley Santos/Agência PressDigitalNico e Edenílson marcaram os gols do Inter — Foto: Wesley Santos/Agência PressDigital

Nico e Edenílson marcaram os gols do Inter — Foto: Wesley Santos/Agência PressDigital

– Há três anos, tínhamos dificuldade para ganhar do Boa, do Luverdense aqui. Precisamos saber o caminho que é traçado. Fico muito orgulhoso. Foi um enfrentamento de igual para igual. Fomos ao fundo do poço e jogamos com o último campeão da Libertadores – analisou Odair.

Mesmo combalido por desfalques de peso, o River Plate conseguiu se impor para reverter a adversidade. Acostumada a duelos decisivos, a equipe de Marcelo Gallardo descontou ainda no primeiro tempo, com Lucas Pratto, de pênalti.

River empata com golaço; Inter cansa

No intervalo, o técnico mexeu no time, com os ingressos de De la Cruz e Suárez. As mudanças surtiram efeito imediato. O River cresceu e passou a controlar a bola e rondar a área do Inter. Que por sua vez, acusou certo cansaço e reduziu o ritmo, limitando-se a fechar com eficiência os espaços em frente à área.

De la Cruz marca um golaço em cobrança de falta — Foto: Eduardo DecontoDe la Cruz marca um golaço em cobrança de falta — Foto: Eduardo Deconto

De la Cruz marca um golaço em cobrança de falta — Foto: Eduardo Deconto

– Recuamos um pouquinho no segundo tempo. O River pressionou, ficou com a bola mais do que a gente. Os adversários pressionam. Se pegar os números, eles chutaram pouco, quase nada. Parece que foram melhores, tiveram posse, mas não conseguiram entrar na nossa área – analisou D’Alessandro.

O River pouco ameaçou a meta de Marcelo Lomba, é verdade. Mas a equipe de Odair abusou de faltas nas cercanias da área. Numa delas, De la Cruz acertou o ângulo, em um golaço indefensável. Os dois gols de bola parada servem de aprendizado para garantir a vaga nas oitavas e se preparar para as decisões da competição.

– Talvez o empate tenha sido o mais justo, apesar de sempre achar que poderíamos vencer, ainda mais após abrir dois gols de vantagem. Mas o River soube buscar o empate, em dois lances de bola parada. Serve de aprendizado para ter mais cuidado. São detalhes que decidem o jogo – afirmou o vice de futebol Roberto Melo.

Após o empate, o Inter segue líder do Grupo A da Libertadores, com sete pontos – três a mais que o vice-líder e próximo rival, Palestino. As duas equipes se enfrentam às 21h30 da próxima terça-feira, no Beira-Rio, pela 4ª rodada da competição. Antes, o Colorado recebe o Caxias em casa, no sábado, às 16h30, pelo jogo da volta da semifinal do Gauchão.

fonte: globoesporte.com

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por admin
Carregar mais por Destaque 2
Comentários estão fechados.

Veja Também

Após efetuar arremessos de pacotes no Presidio de Erechim, jovem é preso pela BM

Durante a tarde desta quinta-feira, 8, por volta das 12h20, os policiais que trabalham no …