Home Destaque 2 Polícia Civil alerta para golpe de clonagem do WhatsApp na região

Polícia Civil alerta para golpe de clonagem do WhatsApp na região

6 Primeira leitura
Comentários desativados em Polícia Civil alerta para golpe de clonagem do WhatsApp na região
0
606
Publicidade

A Polícia Civil alerta para um golpe de clonagem do aplicativo WhatsApp que tem sido praticado no Vale do Taquari e em todo o país. Segundo o Delegado de Polícia de Estrela, Juliano Stobbe, o número de vítimas está em constante crescimento e a situação é preocupante. Volume ainda é incalculável, visto que muitas vítimas ainda não registraram ocorrência.

De acordo com o delegado, os criminosos obtêm dados da vítima, o número do whatsapp e até mesmo a foto usada no perfil. Criam uma conta em um celular com chip novo e passam a contatar as pessoas que estão na rede de contatos das vítimas. Quando o aplicativo é instalado em outro aparelho, o usuário original não consegue mais acessar o programa. Muitos pensam se tratar de um problema técnico do aplicativo, mas a maioria das vezes já é o golpe.

Stobbe avalia que a prevenção é o mais importante, já que os crimes de estelionato e ainda mais virtuais são de “difícil e lenta apuração”. Estamos investigando todos os casos e pedimos para que todos registrem ocorrência, tanto na clonagem do número, quanto na tentativa ou efetiva aplicação do golpe.

Ele salienta que com a utilização do whats em massa, quase ninguém usa mais a ligação telefônica e isso é o mais perigoso.  Explica que a maioria das vítimas da região foram clonadas porque participavam de grupos coletivos em que muitas pessoas te acesso a números, imagens e informações, ou ainda porque as vítimas deixaram expostas seus números para venda de produtos nas redes.

Os estelionatos
Os criminosos se passam pelo perfil clonado e normalmente pedem ajuda financeira para parentes e amigos da vítima. Outro caso que o delegado cita, foi registrado nesta manhã de segunda-feira, dia 6, na Delegacia de Estrela.

Um homem anunciou o seu carro no site OLX. Seu perfil tinha foto e o número do whats. O criminoso clonou o número e iniciou uma negociação em paralelo com um possível comprador. “Ele reduziu valores de comissão e outros atrativos para fechar logo a compra, mas o comprador suspeitou das ofertas, encontrou uma nova forma de contatar o real vendedor e descobriu ser uma fraude.”

Segundo o delegado, sempre que uma pessoa pedir documentos, informações ou dinheiro por redes sociais é preciso ter algo que a pessoalize. “Mesmo que seja aparentemente sua mãe lhe pedindo no whats, peça para que ela mande um áudio te pedindo isso. A voz os criminosos ainda não conseguiram clonar.”


Para evitar a fraude (FAÇA EM CASA ou peça ajuda de um amigo)

Há um ano o aplicativo disponibiliza um sistema bem prático de segurança que pode ser feito em casa.

*Nos celulares IOS, basta colocar na tela do WhatsApp, clicar em “ajustes”, “conta” e “verificação em duas etapas”.

*Já no sistema Android, deve-se entrar nas “configurações”, clicando nos três pontinhos que aparecem no canto direito da tela, seguindo também para “conta” e “verificação em duas etapas”.

A partir deste ponto, nos dois modelos, o programa vai pedir a criação de uma senha ou “PIN” com seis dígitos, e também um e-mail, que servirá para recuperar esses números, em caso de esquecimento. Toda vez que for instalar o aplicativo em um celular é preciso usar essa senha. No caso, o criminoso não a terá.

FONTE: agoranovale.com.br

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por João Guilherme dos Santos
Carregar mais por Destaque 2
Comentários estão fechados.

Veja Também

Menor de 13 anos mata irmã grávida e faz “parto” do bebê com uma faca em RO

Rondônia – Um crime bárbaro aconteceu em Loteamento Tropical, na Zona Sul de Porto Velho, …