Home Geral Polícia investiga se MC Kevin tentou pular da sacada do 5° andar de hotel na Barra da Tijuca para a piscina

Polícia investiga se MC Kevin tentou pular da sacada do 5° andar de hotel na Barra da Tijuca para a piscina

4 Primeira leitura
0
0
47

Funkeiro morreu na noite de domingo (16) depois de cair de um hotel na orla da Zona Oeste do Rio. Caso é investigado pela 16ª DP (Barra da Tijuca); mulher do funkeiro, amigos e equipe de produção foram ouvidos pela polícia.

A Polícia Civil investiga a morte do funkeiro Kevin Nascimento Bueno, de 23 anos, conhecido como MC Kevin. Ele morreu na noite deste domingo (16) depois de cair do 5º andar de um hotel na orla da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. A informação sobre a morte foi confirmada em nota pela Secretaria de Saúde do Rio.

De acordo com informações preliminares, passadas pela Polícia Militar, o funkeiro teria tentado pular da varanda do quarto para a piscina e teria batido com a cabeça na borda dessa piscina.

A esposa de MC Kevin, a advogada Deolane Bezerra, amigos e a equipe de produção que trabalhava com o funkeiro prestaram depoimento na madrugada desta segunda-feira (17) na 16ª DP (Barra da Tijuca), que investiga o caso. Alguns já tinham sido ouvidos no hotel.

MC Kevin morava em Mogi das Cruzes, em São Paulo, mas estava no Rio porque tinha feito um show em uma boate em Vila Valqueire, na Zona Oeste, no sábado (15).

Há duas semanas, ele se casou com Deolane em uma praia do México. Os dois estavam juntos no último show do cantor.

O corpo do funkeiro foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) e deve ser liberado nesta manhã por amigos e parentes.

O Corpo de Bombeiros disse ter sido acionado às 18h13 para a ocorrência da queda. MC Kevin chegou a ser levado pelos bombeiros em estado muito grave ao hospital Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul, mas não resistiu.

Um dos maiores sucessos com a voz de MC Kevin é “Vergonha pra Mídia”, parceria com outros MC da nova geração do funk consciente de SP, com uma letra combativa sobre a vida na favela.

O funkeiro também se envolveu em algumas polêmicas nos últimos anos. Neste ano, quatro policiais militares se sentiram ofendidos após publicações do cantor em redes sociais.

Em maio do ano passado, o músico foi alvo de uma denúncia de moradores do condomínio onde mora, em Mogi das Cruzes, por ter quebrado o isolamento social de prevenção ao coronavírus.

Em junho de 2019, o músico foi preso em um hotel de Belo Horizonte por consumo de drogas.

FONTE – G1.com

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Mateus Giequelin
Carregar mais por Geral

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Caça ao serial killer no DF causa atrito entre governadores

Ibaneis Rocha afirmou que fugitivo “vem fazendo a polícia de boba”. Já Ronaldo…