Home Destaque 2 Renato elogia Grêmio “agressivo”, mas lamenta falhas diante do Santos: “Foram mais letais”

Renato elogia Grêmio “agressivo”, mas lamenta falhas diante do Santos: “Foram mais letais”

5 Primeira leitura
Comentários desativados em Renato elogia Grêmio “agressivo”, mas lamenta falhas diante do Santos: “Foram mais letais”
0
143
Publicidade Publicidade

Renato Gaúcho, técnico Grêmio — Foto: Eduardo Moura

Técnico cita bobeiras em derrota do Tricolor por 2 a 1 para o Peixe, na Arena, pelo Brasileirão

A maior quantidade de chances de gol foram do Grêmio. Porém, diante de um Santos “letal”, não se pode desperdiçar oportunidades. O Tricolor perdeu na Arena por 2 a 1 na manhã deste domingo, pela 1ª rodada do Brasileirão, e o técnico Renato Gaúcho elogiou a agressividade de sua equipe, mas lamentou as falhas nos gols sofridos.

Dentro de campo, o Grêmio teve maior posse de bola (60,7% contra 39,3%) e mais oportunidades para marcar (24 contra 8). O que não resultou em vitória. No primeiro tempo, Eduardo Sasha e Felipe Jonatan aproveitaram duas falhas da defesa adversária e abriram 2 a 0 para o Peixe. Na visão de Renato, as bobeiras não podem ocorrer, principalmente contra um adversário de qualidade.

– Futebol é bola na rede. Demos duas bobeiras no primeiro tempo. Contra um time de qualidade como o Santos não pode dar esse tipo de bobeira. Buscamos o tempo todo, coloquei bastante a equipe para frente, principalmente no segundo tempo. Mesmo com bastante atacantes, mantivemos o padrão, organizados o tempo todo. Criamos, mas infelizmente a bola não quis entrar – analisou o treinador em entrevista coletiva.

Nos acréscimos do segundo tempo, o volante Maicon deu o passe para Everton, que driblou o zagueiro e chutou rasteiro para descontar o placar. O gol acabou saiu tarde demais para as pretensões gremistas no jogo. Mesmo assim, Renato Gaúcho acredita que o vencedor deveria ter sido o Grêmio, apesar da letalidade santista.

– Jogaram para não tomar gol, jogaram no contra-ataque, acharam os dois gols, jogaram fechadinhos. Só que durante a partida, se tivesse que ter um vencedor, seria o Grêmio. Não tirando os méritos dos Santos. Eles foram mais letais: menos oportunidades e fizeram dois gols – disse.

Das três substituições feitas no Grêmio, todas tiveram a entrada de atacantes. A ofensividade proposta pelo técnico resultou em gol no final do jogo. Justamente esta ideia de jogo de estar sempre mais próximo da meta rival é o que pode garantir a vitória, na opinião do comandante tricolor.

– Gosto de futebol agressivo. O Grêmio é grande por isso, busca o gol. Tenho esse pensamento que, quanto mais próximo do gol, mais próximo da vitória. Aí entra a coragem do treinador. Respeito todo mundo. O Grêmio tem coragem, sou corajoso, gosto de ver minha equipe para frente. Nem sempre vai vencer – declarou Renato.

Com a derrota por 2 a 1, o Grêmio está momentaneamente em 17º, enquanto o Santos é 5º. Para buscar a recuperação, o Tricolor tem compromisso na próxima quarta-feira, às 19h15, diante do Avaí, na Ressacada.

fonte: globoesporte.com
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Bruno Pelizzoni dos Santos
Carregar mais por Destaque 2
Comentários estão fechados.

Veja Também

Prefeita de Maximiliano de Almeida retorna de Brasília com grandes parcerias firmadas para investimentos no município

                  Na primeira semana do mês de setembro a Prefeita Municipal de Maximilian…