Home Notícias Simões & Cia.: os 120 anos do cigarro Marca Diabo

Simões & Cia.: os 120 anos do cigarro Marca Diabo

4 Primeira leitura
Comentários desativados em Simões & Cia.: os 120 anos do cigarro Marca Diabo
0
9

A Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), por meio da Biblioteca Pública do Estado (BPE), abrirá ao público, em caráter presencial, a exposição “Simões & Cia.: os 120 anos do cigarro Marca Diabo”. A mostra estará em cartaz de 27 de julho a 27 de agosto, de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, na Biblioteca Pública. Para garantir visitação segura e tranquila, estão sendo seguidos todos os protocolos preconizados pelas autoridades sanitárias e pelo governo do Estado.

Com curadoria da pesquisadora e servidora da Sedac Cláudia Antunes, e videodocumentário do artista visual pelotense Emerson Ferreira, a exposição tem como objetivo contar a história da fábrica de fumos criada por João Simões Lopes Neto, em Pelotas, em 1901. O cigarro, que agora completa 120 anos, entrou para o folclore do escritor e faz parte do imaginário rio-grandense.

Ações como essa demonstram a importância da preservação de documentos em acervos públicos e privados, para que os pesquisadores encontrem fontes primárias que, normalmente, não estão acessíveis. Dessa maneira, é possível gerar novas hipóteses de estudo para construir narrativas que contribuam com a cultura e com a preservação da nossa memória.

Simões Lopes Neto nasceu em Pelotas, em 1865. Até sua morte, em 1916, desenvolveu inúmeras atividades. Foi jornalista, teatrólogo, comerciante, despachante, empresário, vereador e diretor de várias entidades públicas e privadas. Somente nos últimos anos de vida dedicou-se à escrita literária, entrando definitivamente para o rol de grandes nomes da literatura. Foi um homem de muitos talentos, extremamente informado e atuante no seu tempo. É representante de uma época em que ser cidadão significava participar das decisões de corpo e alma e, muitas vezes, utilizando os próprios recursos em prol do progresso.

Com apoio e incentivo irrestritos do governador Eduardo Leite – outro pelotense progressista e entusiasta da Cultura –, a Sedac vem desenvolvendo uma série de ações para garantir que o patrimônio e a história do Rio Grande do Sul sejam reconhecidos por todos. A exposição, que apresenta um pouco da trajetória de Simões Lopes, é mais uma iniciativa de valorização da nossa cultura.

Secretária da Cultura

FIQUE POR DENTRO! PARTICIPE DO GRUPO DA DESTAQUENEWS NO WHATS APP

QUER CONVERSAR SOBRE FUTEBOL, OPINAR, DISCUTIR E ZOAR SOBRE A DUPLA GRENAL PARTICIPE DO GRUPO INTERATIVA GRENAL NO WHATS APP

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por DestaqueNews
Carregar mais por Notícias
Comentários estão fechados.

Veja Também

Entrevista coletiva virtual do novo presidente da Emater será nesta quinta, dia 5, às 11h

O novo presidente da Emater/RS e superintendente-geral da Ascar, Edmilson Pedro Pelizari, …