Home Destaque 2 Zeca reconhece evolução no Inter e rejeita acomodação: “Não posso estacionar”

Zeca reconhece evolução no Inter e rejeita acomodação: “Não posso estacionar”

4 Primeira leitura
Comentários desativados em Zeca reconhece evolução no Inter e rejeita acomodação: “Não posso estacionar”
0
42
Publicidade Publicidade

Campeão olímpico na lateral-esquerda, jogador aproveitou lesão de Bruno e se firmou no lado direito da defesa colorada

Quando surgiu no Santos, em 2014, Zeca era uma grande promessa para a lateral esquerda no futebol brasileiro. Foi assim que chegou à Seleção Olímpica que ganhou a medalha de ouro no Rio de Janeiro, dois anos depois. mas não foi deste jeito que ele se firmou no Inter.

Contratado em 2018, o jogador passou por um longo período de recuperação de lesão e somente agora, no começo de 2019, se fixou entre os titulares da equipe colorada.

Zeca esteve em campo em 13 jogos. Em todos da Libertadores, inclusive. No único em que começou no banco de reservas, contra o River Plate, precisou entrar aos 33 minutos para substituir Bruno.

Com a lesão do companheiro, não saiu mais. Atuou nos dois Gre-Nais decisivos do Gauchão e teve a indigesta função de parar Everton. Apesar de alguns erros, foi bem sucedido, pois o atacante gremista e da Seleção Brasileira não marcou nenhum gol.

Melhor do que isso: ganhou a maioria dos duelos pessoais com os adversários. No Beira-Rio, saiu com a bola em 10 dos 15 confrontos individuais. Na Arena, venceu cinco dos sete embates que disputou. Uma evolução perceptível em um atleta que se destacou mais pelo apoio ao ataque do que pelas virtudes defensivas.

– Este ano está sendo bem diferente. Fiz pré-temporada, estou mais à vontade. Tenho muito a evoluir, sou um garoto ainda. Mas não posso estacionar, pensar que já ganhei ou que sou melhor. Agradeço a meus companheiros, ao professor, a todos que estão me dando apoio – afirmou Zeca em entrevista coletiva neste domingo.

Se entrar em campo mais seis vezes, iguala o número de partidas disputadas em 2018. Para o confronto com o Alianza Lima, nesta quarta-feira, às 21h30, Zeca deve ser um dos 11 iniciais. Além dele, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago fecham a linha de proteção a Marcelo Lomba. O entrosamento é, para ele, um elemento crucial para o sucesso no calendário brasileiro.

– A gente fez uma ótima pré-temporada em todos aspectos. É importante estar bem dentro como fora de campo. Teremos pouco tempo para treinar e arrumar algumas coisas que foram feitas. Agora é conversa, descanso e jogos. Não tem muito tempo para pensar – declarou.

O Inter enfrenta o Alianza no Estádio Nacional do Peru, em Lima. Se vencer, garante o primeiro lugar do Grupo A, e pode até jogar por um empate caso Palestino e River Plate empatem.

fonte: globoesporte.com

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Bruno Pelizzoni dos Santos
Carregar mais por Destaque 2
Comentários estão fechados.

Veja Também

Prefeita de Maximiliano de Almeida retorna de Brasília com grandes parcerias firmadas para investimentos no município

                  Na primeira semana do mês de setembro a Prefeita Municipal de Maximilian…